3 cenas que os fãs do livro It não verão na adaptação para o cinema

É sabido que fãs de livros (eu inclusa!) tendem a ser mais exigentes com as adaptações, tendo em vista a expectativa de ver na telona a obra amada (leia o review aqui). Dito isto, é bom ir preparado para cenas icônicas do livro que você não vai ver em It – A Coisa:

 

1. Os espancamentos de Beverly

No livro, há várias partes em que Al, pai de Beverly, a espanca, enquanto diz “Às vezes, me preocupo com você, Bevvie. Às vezes, me preocupo MUITO!”. Além disso, há indícios no livro que induzem os leitores a crer que Al se sentia sexualmente atraído por sua filha. No filme, percebe-se que Beverly tem medo do pai, mas as cenas de abuso não são explícitas. O que se vê é uma Beverly mais empoderada, mais condizente com os clamores sociais do século XXI.

Bevvie assustada em It - a coisa
“Às vezes, me preocupo com você, Bevvie. Às vezes, me preocupo MUITO!”

 

2. A psicopatia de Patrick Hockstetter

No livro, esse personagem é bem mais desenvolvido que no filme, onde ele é uma das primeiras presas de Pennywise. Psicopata, sociopata e egocêntrico, Patrick acredita ser o único ser humano de verdade no mundo. Quando pequeno, matou seu próprio irmão, na época um bebê, por medo de ser substituído por ele por seus pais. Patrick abusa de meninas no colégio, tocando em seus seios, além de gostar de torturar animais, ocasionalmente enquanto se masturba.

Há uma memorável cena no livro, não incluída no filme, em que Patrick masturba Henry. Provavelmente essa cena foi cortada porque, diferente do livro, que tem mais de mil páginas, a adaptação para os cinemas tem pouco mais que duas horas, de modo que o filme não teve tempo de explorar toda a complexidade dos personagens secundários, focando mais nos protagonistas – o Clube dos Otários. Uma pena.

Patrick Hockstetter desaparecido em It - a coisa
Tiveram que sumir comigo logo no filme, porque senão eu ia passar dos limites…

 

3. O sexo nos esgotos entre Bevvie e os garotos

Com tantos acontecimentos nas mil páginas do livro, esse é O THE ONE que ninguém esquece. É a cena mais comentada e lembrada do livro, muito provavelmente porque envolve crianças fazendo sexo. Muito DAFUQ, né. Stephen King já comentou sobre essa cena, dizendo inclusive que a escreveu num outro contexto, e que hoje as pessoas são mais sensíveis a essas questões.

Na cena em questão, ao sentir que os amigos estão se afastando, e apostando que é a forte conexão entre eles que os mantém fortes para enfrentar Pennywise, Bevvie explica para os meninos que eles tem que enfiar a “coisinha” deles na “coisinha” dela.E assim, os garotos formam uma fila, e ela transa com cada um deles. PESADO.

crianças brincando em It - a coisa
Tá gente, acabou a brincadeira, né?

Tenho resistência em chamar a cena de “orgia”, como tenho lido em muitos sites, pois essa palavra dá uma ideia de libertinagem, oba oba, e definitivamente esse não é contexto em que ela se passa. É tudo muito tenso: o Clube dos Otários está todo com medo de Pennywise, eles estão nos esgotos perdidos, e podem morrer a qualquer momento. É aí que Bevvie oferece seu corpo aos garotos como forma de ter um elo com eles para sempre, sem entender muito bem o que ela mesma estava fazendo. É poético, mas longe de ser excitante para qualquer dos envolvidos. Inclusive, alguns garotos choram, e não são lágrimas de felicidade.

Considerando que é uma cena de sexo infantil, achava IMPOSSÍVEL COMO ASSIM DAFUQ MEDO extremamente improvável que ela fosse inserida no longa. E, para a decepção de boa parte dos fãs da obra, de fato, não foi.
De qualquer forma, os roteiristas se manifestaram sobre a opção de mantê-la fora do filme.

E você? Gostou do filme? Sentiu falta dessas cenas? Não se esquece de comentar! =)

Boo Mesquita

Geek de carteirinha e cinéfila, ama assistir a filmes e séries, ir a shows, ler livros e jogar, sejam games no ps4 ou boards. Quando não está escrevendo, pode ser vista fazendo pole dance, comendo fora ou brincando com cachorrinhos. Me siga no Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *