Liga da Justiça e Vingadores: comparações óbvias (e outras nem tanto!) entre os heróis

Quem é fã dos quadrinhos da Marvel e DC sabe que uma se inspira na outra para a criação dos super heróis, de modo que não é raro haver correspondências diretas entre os personagens das duas maiores editoras de HQ’s.

Como exemplos, temos Aquaman e Namor, Flash e Mercúrio, Superman e Sentinela, Tornado Vermelho e Visão, Darkseid e Thanos, todos correspondências diretas entre os personagens da DC e Marvel, respectivamente.

No entanto, ao analisar o filme Liga da Justiça (DC) e a franquia Vingadores (Marvel), nos deparamos com correspondências menos óbvias. Isso porque em ambos os filmes, a dinâmica dos heróis foi construída por meio de arquétipos, de modo que cada herói tem um papel a cumprir no grupo.

O termo arquétipo foi calcado por Carl Jung em 1919, e aprofundado por Joseph Campbell em sua obra “O herói de mil faces” (1949), que trata da jornada do herói clássico. Em 2001 o conceito foi estudado por Margaret Mark para ser aplicado no marketing, no livro “O herói e o fora da lei”.

Arquétipos são um conjunto de imagens e impressões que foram construídas ao longo de gerações por meio de repetições de uma mesma ideia, e que foram armazenadas no inconsciente coletivo.

 

Esquema com os principais arquétipos dos heróis

 

Uma narrativa pautada em arquétipos, que são esses signos já conhecidos pelo público, tem maior chance de sucesso, uma vez que dialoga com o inconsciente coletivo. Quando assistimos a um filme e já gostamos de cara de um personagem, pois temos a impressão de já o conhecer de algum lugar, é porque provavelmente conhecemos. Ele é a repetição de um arquétipo.

De acordo com essa ideia, resolvemos traçar uma correspondência entre os heróis da Liga da Justiça e The Avengers, comparando os papéis que cada um exerce nos filmes. Lembramos que esta comparação é feita somente tomando por base os longas, já que há nas HQ’s existem correspondências diretas entre os heróis da Marvel e DC, conforme já comentado acima.

 

Vamos lá:

 

1 – Mulher Maravilha e Thor

Para começar, tanto a Amazonas de Temiscira quanto o herdeiro de Asgard são filhos de deuses. Mulher Maravilha é filha de Zeus, e Thor, filho de Odin. Ambos possuem artefatos mágicos como armas. Mulher Maravilha possui o escudo e o Laço da Verdade, e Thor, o Mjolnir.

Desde que chegam na Terra, tanto Thor (2011) quanto Mulher Maravilha (2017) representam o arquétipo do Inocente. São puros e ingênuos, e têm pouca ou nenhuma compreensão sobre como funciona o mundo.

 

 

mulher maravilha pergunta o que e uma secretária no filme de super heróis

 

Thor e Mulher Maravilha também podem ser representados pelo arquétipo do Inocente em suas dinâmicas dentro dos Avengers e da Liga da Justiça, respectivamente. Ambos são sonhadores, possuem fé e são otimistas. Desejam fazer as coisas da maneira correta, protegendo seu povo e buscando a felicidade e paz acima de qualquer coisa. Dentro do grupo, exercem o papel do ingênuo.

Em alguns momentos, também incorporam o arquétipo do Prestativo. São generosos e possuem muita compaixão, e acabam se sacrificando em detrimento dos outros. Mesmo tendo sido enganado por Loki diversas vezes, Thor não desiste do irmão, acreditando que ele pode ser bom. Já a Mulher Maravilha é a responsável por dar maior atenção ao Ciborgue, usando sua compaixão para convencê-lo a participar da Liga da Justiça.

2 – Aquaman e Hulk

Esta análise tomará por base o Aquaman nas poucas cenas em que apareceu em Liga da Justiça, já que seu personagem não teve muita profundidade, conforme dissemos em nossa resenha.

Ambos são os esquentados, os “pavio curto”, de seus grupos. Representam o brutamontes, agindo na maioria das vezes por impulso. Essas características os enquadram no arquétipo do Fora da Lei. Prezam muito pela liberdade, não aceitam bem hierarquia, e tendem a ser mais solitários. Eles não estão nem aí para nada, e acreditam que as regras existem para serem quebradas.

O lema do Hulk é, literalmente, “Hulk esmaga”.

 

 

Aquaman é um ogro beberrão que a princípio se recusa a participar da Liga da Justiça porque está muito bem sozinho, obrigado.

 

 

Apesar de exercerem o papel de Fora da Lei, justamente por serem solitários, Hulk e Aquaman acabam adotando também algumas características do arquétipo do Explorador. Eles são autônomos, prezam por sua liberdade e buscam novidades para fugir do tédio. No entanto, são desorganizados e podem se tornar caóticos.

Aquaman não vivia mais em Atlântida, mas também não queria vestir a carapaça de herói, preferindo o exílio. Já Hulk perambulou por um longo período até parar no reino de Sakaar, onde se torna o grande campeão do Torneio de Campeões (Thor Ragnarok – 2017). Para sua felicidade, isso significa puro caos.

 

3 – Flash e Homem Aranha

Ambos são jovens que tiveram algum distanciamento de seus pais quando crianças. Peter Parker ficou órfão, sendo criado por seus tios. Já Barry Allen perdeu a mãe e seu pai está preso, de modo que o filme Liga da Justiça faz parecer que ele se vira sozinho, cometendo pequenos furtos.

Mas não é essa a principal semelhança dos dois. Eles são os engraçadinhos, o alívio cômico de suas equipes, o que os enquadra no arquétipo do Bobo da Corte. Eles são a essência do carpe diem, e buscam viver a alegria do momento. Gostam de curtir, são jovens e cheios de energia, mas podem acabar se tornando inconsequentes. A maior parte das piadas de seus filmes (e a Marvel tem muitas) vêm deles.

 

 

 

Por serem os mais novos e inexperientes, fazem de tudo para agradar, como uma forma de buscar a aprovação dos outros do grupo. Essa atitude acaba os enquadrando também no arquétipo do Prestativo. São muito generosos, e colocam os outros em primeiro lugar.

 

4 – Superman e Capitão América

Esses dois são os representantes do arquétipo do Herói clássico. Desejam provar seu valor por meio de ações corajosas e difíceis. São muito competentes e corajosos, mas carregam um fardo de se sentirem responsáveis pelos outros.

O legado de esperança deixado por Superman foi o que uniu os demais heróis da Liga da Justiça, e é neste filme que o vemos mais próximo da realidade dos quadrinhos. É mais sombrio, poderoso, com um forte senso de dever.

 

 

Assim como Superman, Capitão América também tem um forte senso de justiça e dever. É muito sério, e traz para si toda a responsabilidade do grupo.

 

 

No entanto, por assumirem a posição de liderança em suas equipes, acabam incorporando também o arquétipo do Governante. São organizados e responsáveis, mas devem ter o cuidado de não ser tornarem autoritários.

 

5 – Ciborgue e Bruce Banner

Ambos são o crânio de suas equipes. Bruce Banner, mais conhecido por seu alterego Hulk, é o maior cientista especializado na radiação gama que você respeita, o que ironicamente acabou sendo sua maldição.

Já Victor Stone cresceu na ciência. Filho de cientistas, tinha um Q.I. de 170 e era influenciado por seus pais a se tornar um. Os planos mudaram quando um acidente no laboratório STAR acabou quase matando Victor, que foi reconstruído por seu pai com partes biônicas, se tornando então o Ciborgue.

Devido à sua inteligência, ambos se enquadram no arquétipo do Sábio, uma vez que buscam alcançar seus objetivos por meio do conhecimento e da verdade. São a voz da razão.

 

 

 

Possuem, ainda, algumas características do arquétipo do Mago, uma vez que são curiosos, e buscam conhecer e dominar as leis que regem as coisas. Possuem o dom de saber encontrar resultados, e por diversas vezes em suas equipes são o recurso utilizado para desvendar um enigma.

 

6 – Batman e Homem de Ferro

Ricos, inteligentes, desprovidos de poderes natos. Suas habilidades são as que sua inteligência permitiu criarem e que seu dinheiro pôde comprar. Seus superpoderes foram todos construídos, e por isso se encaixam perfeitamente no arquétipo do Criador. Possuem muita criatividade, são imaginativos e perfeccionistas, buscando sempre superarem sua própria criação.

Além disso, são arrogantes, e ambos se escondem por trás da figura de um playboy mimado.

 

 

No entanto, Bruce Wayne e Tony Stark também quebram regras em prol de um bem maior, e têm dificuldades de aceitar ordens, o que os coloca também no arquétipo do Fora da Lei.

 

Essas foram os paralelos que encontramos entre os heróis da Liga da Justiça e Vingadores! E você, consegue ver mais algum outro arquétipo nos heróis da Marvel e DC? Deixe seu comentário! =)

 

Crédito da imagem dos arquétipos: Publicinove

Boo Mesquita

Geek de carteirinha e cinéfila, ama assistir a filmes e séries, ir a shows, ler livros e jogar, sejam games no ps4 ou boards. Quando não está escrevendo, pode ser vista fazendo pole dance, comendo fora ou brincando com cachorrinhos. Me siga no Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *