Black Mirror: o que esperar da 4ª temporada e seus 6 episódios?

O Netflix tem feito um excelente trabalho de divulgação da 4ª temporada de Black Mirror, também conhecida como “a série mais desgraçadora de cabeças de todos os tempos”.

Primeiro, o serviço de streaming começou divulgando gradualmente teasers de cada um dos seis episódios, despertando a curiosidade do público ao apresentar os diferentes “universos” em que eles se ambientam. Depois, fechou com um magnífico trailer da temporada completa para anunciar a data de estreia em sua plataforma: 29 de dezembro.

 

black mirror série desgraçante de cabeças

 

Black Mirror é uma das nossas preferidas aqui no Farofa Geek. A série é uma das mais bem sucedidas em capturar e traduzir o Zeitgeist da época em que vivemos, além dos temores e anseios de um futuro não muito distante de nós. E como se não bastasse, o faz com qualidade impecável de produção, narrativa e atuações.

Pelos materiais de divulgação e entrevistas com Charlie Brooker, criador da série, fica a impressão de que esta temporada poderá ser menos sombria e niilista que as anteriores. Brooker declarou em entrevista para o Telegraph que o mundo está passando por um momento difícil e possivelmente o público poderia apreciar narrativas menos pessimistas.

É possível que esta visão mais light seja fruto do sucesso de” San Junipero”, quarto episódio da terceira temporada, que foge da regra e nos presenteia com um final feliz (há controvérsias), ou no mínimo, agridoce. Interessante ressaltar que “San Junipero” foi vencedor nas duas categorias que concorreu no Emmy Awards 2017: Melhor Filme para Televisão e Melhor Roteiro de Filme para Televisão.

 

black mirror - san juniperoSan Junipero, a história agridoce de Kelly e Yorkie

 

Será que enfim a quarta temporada de Black Mirror nos apresentará uma visão menos apocalíptica do papel da tecnologia em nossas vidas? Para responder a esta pergunta, vamos analisar o que sabemos até agora sobre os 6 episódios divulgados.

 

 Crocodile

“Crocodile”, dirigido por John Hillcoat (The Road), irá se aventurar em uma temática bastante complexa e já explorada nas temporadas anteriores: a memória. O episódio se passará na Islândia, em um futuro que conta com uma tecnologia capaz de acessar memórias pessoais dos indivíduos.

A julgar pelo teaser aparentemente as memórias do personagem serão acessadas com o intuito de ajudar na resolução de um crime.

Enquanto “The Entire History of You”, terceiro episódio da primeira temporada, abordou a questão da memória com foco na subjetividade inerente a construção de lembranças sob a perspectiva de cada indivíduo, “Crocodile” provavelmente explorará questões de privacidade, em um mundo em que memórias pessoais podem ser “invadidas” na busca por um bem maior: solucionar crimes.

 

black mirror episódio the history of youEm “The Entire History of You” todas as memórias visuais dos personagens poderiam ser reproduzidas

 

É um tema extremamente atual. Em um mundo em que cada vez mais eventos e expressões individuais são registradas em meios eletrônicos, os avanços tecnológicos de grandes empresas como Facebook, Google e Amazon começam a gerar polêmicas sobre possíveis gravações de conversas via smartphones para usos comerciais.

 

Arkangel

“Arkangel” é dos episódios mais esperados desta nova temporada. Será dirigido por Jodie Foster (vencedora de dois Oscars) e estrelado por Rosemarie DeWitt (Mad Men). A temática fica bem clara no teaser: o drama dos “pais helicóptero”.

O termo “helicopter pareting” foi cunhado em 1969 no livro “Entre Pais e Adolescentes” do Dr. Haim Ginott. A metáfora faz referência aos pais cuja vida pessoal gira em torno da vida de seus filhos, problema que tem se tornado cada vez mais frequente nos dias atuais.

O teaser do episódio traz um dispositivo tecnológico capaz de ampliar a vigilância sobre os filhos, apesar de não deixar claro como ele funciona. O teaser traz a emblemática frase: “a chave para ser um bom pai/mãe é controle”. O episódio com certeza ressoará com as preocupações dos pais no mundo atual.

Sobre a direção de Jodie Foster, Brooker explicou que a própria Netflix entrou em contato com a atriz e a fez o convite.

 

black mirror - jodie fosterJodie Foster não é uma novata na direção, já tendo atuado em dois episódios de Orange Is The New Black

 

Hang the DJ

Em “Hang the DJ”, Black Mirror explorará as dores e delícias dos aplicativos de encontros, como Tinder e Happn.

Neste cenário futurístico, o principal app de encontros se chama “System” e tem liberdade total não só para escolher com quem você irá se relacionar, mas por quanto tempo será o seu relacionamento com o novo parceiro.

Nossa aposta é de que o principal foco do episódio será na crítica aos algoritmos que decidem o que é o melhor para nós baseados nos nossos “digital footprints”, ou seja, as migalhas digitais que deixamos pelos aplicativos e páginas por onde navegamos na web.

Afinal, os algoritmos cada vez mais ditam nossa vida pessoal. Além da sugestão de produtos e serviços, nos indicam quem seguir nas redes sociais e quais conteúdos iremos (ou não) ver.

 

USS Callister

Este é sem dúvidas o episódio mais bizarro da nova temporada e é difícil saber o que esperar.  “USS Callister” traz, ao que tudo indica, uma paródia de Star Trek, estrelando Cristin Milioti (How I Met Your Mother) e o rascunho do Matt Damon Jesse Plemons (Fargo, Breaking Bad). Charlie Brooker afirmou em entrevistas que “USS Callister” seria um episódio cômico, mas que também traria alguns acontecimentos desconcertantes.

As opiniões na internet estão dividas. Enquanto alguns acreditam que o episódio irá se tratar de uma sátira, voltada para o lado do humor, outros gostam de lembrar que estamos falando de Black Mirror, e que com certeza haverá alguma reviravolta obscuraHá ainda quem diga que se trata de um show de TV ou jogo de video game em que as pessoas pagariam para participar. Outros apostam que se trataria de um “San Junipero” para Trekkies.

O que podemos dizer é que estamos extremamente curiosos com este episódio, principalmente porque vazou a informação de que ele terá quase duas horas de duração.

 

Metal Head

O teaser de “Metal Head” é um dos mais impactantes da temporada. O episódio se passará inteiramente em preto e branco e será dirigido por David Slade, que também dirigiu episódios de Breaking Bad, Hannibal e American Gods, então sabemos que virá algo pesado e agoniante por aí.

“Metal Head” se passará em um futuro sinistro em que cachorros são criaturas robóticas assassinas (ou algo do tipo) e a personagem principal, interpretada por Maxine Peake (A Teoria de Tudo), será perseguida e tentará sobreviver a qualquer custo.

Realmente é bem Black Mirror despedaçar nossos sentimentos e transformar cachorrinhos fofos em criaturas aterrorizantes.

 

Black Museum

“Black Museum” parace ser o episódio mais pretensioso da temporada. Dizemos isso, porque, assim como “White Christmas”, quarto episódio da segunda temporada, parece trazer diferentes pequenas histórias ao redor de um tema central. E neste caso, o tema central será um museu à beira de estrada que coleciona e expõe artefatos criminológicos que participaram de eventos horríveis.

No teaser do episódio, vemos o proprietário do museu, Rolo Haynes, recebendo uma visitante e avisando de cara: “este lugar não é para quem tem coração fraco”. Rolo mostra alguns dos artefatos à visitante, ao passo que conta suas histórias bizarras. Aparentemente, todos os artefatos são alguma espécie de invenção tecnológica que deu muito errado.

Não tem como ficar mais Black Mirror que isso.

E ao final, o proprietário deste museu dos horrores ainda desfere a frase “por quanto tempo a felicidade pode durar de forma realista?”, pergunta que parece cutucar diretamente “San Junipero”, episódio em que as protagonistas largam o mundo real para viver a felicidade eterna em uma simulação virtual.

 

Black Mirror Black Museum Rolo HaynesParece que Rolo Haynes tem algumas coisinhas para te mostrar…

 

Diante dos teasers divulgados, não sabemos se é possível acreditar que a série tentará corrigir seu rumo para uma trajetória um pouco mais otimista, como seu criador Charlie Brooker afirmou, afinal, os episódios ainda parecem tratar de temas angustiantes.

No entanto, o trailer completo da quarta temporada vem com uma pegada diferente, deixando uma sensação um pouco mais otimista. Embalado por “What a Wonderful World” na voz de Louis Armstrong, o trailer passa a impressão de que ao final irá ficar tudo bem, ainda que tenhamos de enfrentar o lado mais assustador do ser humano.

 

 

Vale lembrar que a música “What a Wonderful World” foi lançada nos Estados Unidos em 1967, com a intenção de servir como antídoto para um momento bastante negativo e de desesperança do ponto de vista racial e político. A canção traz um tom esperançoso e otimista em relação ao futuro, citando inclusive o nascimento de bebês que irão crescer e se adaptar a este mundo maravilhoso.

Seria esta uma mensagem sobre tom da nova temporada de Black Mirror ou apenas mais uma ironia perversa da série?

Marcos Malagris

Publicitário, professor de marketing digital e graduando em Psicologia, gasta seu escasso tempo livre navegando na Interwebz, consumindo nerdices e contemplando a efemeridade da existência. Me siga no Twitter ou no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *